fbpx

Tendências do varejo para 2022

14/01/2022

É fato que a transformação digital, que já ocupava o centro das conversas no varejo há algum tempo, foi acelerada. Para 2022, a expectativa é de que cada vez mais empresas adotem a estratégia omnichannel, em que o consumidor tem a mesma experiência de compra em todos os canais. Além dessa perspectiva, este ano deve ser marcado pelo aprimoramento de ações que deem protagonismo ao shopper, não importa o segmento varejista. Confira as principais tendências:

Marcas com propósito

A construção de uma marca vai além do slogan forte, um logotipo de design bonito e campanhas que emocionam: é um processo que precisa ser feito no dia a dia para que os consumidores possam se identificar e, assim, gerar engajamento. Ou seja, não se trata de algo pontual. Marcas relevantes têm a ver com valores e identidades que conversem com o público. O cliente multicanal espera que aquela que escolhe consumir, independentemente do canal, tenha um propósito que reforce sua experiência pessoal e imagem social

Experiência do cliente no foco do negócio

Os consumidores estão cada vez mais exigentes e influentes. Eles tomam decisões com base em todo tipo de informações disponíveis, geralmente sabem tanto quanto o vendedor. Quando bate uma dúvida o desempate ocorre por meio das recomendações de outros clientes e usuários sobre o produto ou serviço. Por isso, cada vez mais a prova social impacta os resultados comerciais e valor de marca.

Os consumidores procuram por informações e pesquisam bastante – inclusive em diferentes canais de uma mesma loja – em busca de consistência, comentários sobre produtos e melhores possibilidades. A vasta oferta de opções e o anseio por conhecer novidades devem fazer com que o cliente migre de uma marca (ou rede) para outra, o que torna a necessidade de melhorar sua experiência uma meta obrigatória no varejo.

Sustentabilidade x tecnologia

A sustentabilidade vem se firmando como um grande diferencial competitivo. Um número cada vez maior de pessoas – formado, em especial, por consumidores mais jovens – vem cobrando das marcas um posicionamento sobre causas ambientais e sustentáveis. Uma maneira de inovar nessa questão é adotar tecnologias que ajudem a evitar o desperdício no estoque.

Outra possibilidade é investir em materiais biodegradáveis, inaugurar um espaço de coleta para materiais reciclados ou apoiar instituições com iniciativas em prol do meio ambiente.

Estudos apontam que as práticas sustentáveis das empresas já influenciam de forma consistente as escolhas da população por uma marca. É hora de repensar embalagens, recursos (como água, energia elétrica e desperdícios) e impactos da cadeia logística. 

Foco no saudável e social 

Temas relacionados à saúde e ao desapego aos padrões estéticos ganham cada vez mais força e são um desdobramento natural da atenção à sustentabilidade e respeito ao meio ambiente. Cada vez mais os consumidores fogem de velhos hábitos graças à velocidade e engajamento social, do digital ao físico e em todos os aspectos sociais.

O comportamento de consumo segue ciclos e sempre retorna com novas roupagens. A grande variedade de programas de TV aberta, a cabo, streaming e internet potencializam o interesse de novos públicos nos mais variados temas relacionados à alimentação, bebidas, sobremesas, bolos, vinhos, pães, receitas rápidas e o que mais puder imaginar.

Do gourmet ao arroz com feijão, a maioria dos produtos e ingredientes estão disponíveis nas redes de supermercados e atacados, ou seja independente do estímulo do consumidor, seu destino sempre passará pela etapa de compras, online ou presencial.

Muitas redes já desenvolvem ações de comunicação social utilizando estes temas para o engajamento dos clientes e a partir deste ponto de contato tem-se um canal de vendas para todas as categorias de produtos e serviços.

Estratégias voltadas para a terceira idade

Muitas pesquisas mostram que existe um movimento social em andamento no Brasil relacionado à participação dos idosos no mercado de consumo. Com a longevidade do brasileiro alcançando a média de 80 anos e as práticas de cuidado com a saúde evoluindo, o público da terceira idade já representa 14% da população brasileira e 20% do consumo no varejo brasileiro, além de ser a faixa etária que mais vai crescer nos próximos 20 anos. É fundamental ter uma visão de longo prazo para novas e mais eficientes estratégias para atender a esse público.

Um ponto de atenção é pensar no apoio em toda a jornada de compras deste público, que na maioria das muitas vezes tem dificuldades no uso de novas tecnologias, e valorizam muito o contato humano e atenção durante as compras.

Aumento de marcas próprias 

As vendas de marcas próprias aumentam constantemente e hoje vendem três vezes mais do que produtos de marca. Essa tendência é especialmente aparente na Europa, onde 40% dos itens de mercearia vendidos vêm de marcas próprias. Com novas oportunidades para abraçar, os varejistas podem fidelizar clientes através da qualidade e dos diferenciais de suas marcas próprias.

A principal vantagem está na rentabilidade, reforço de marca e oportunidade de preços atrativos ao consumidor, além da redução da dependência da indústria. Geralmente os produtos de marca própria são os de consumo básico e primeira necessidade.

Uso inteligente do CRM 

O CRM, sigla para Customer Relationship Management – em tradução livre, Gestão de Relacionamento com o Cliente – deve ser encarada como a peça-chave do varejo para atender bem o cliente e até mesmo antecipar suas necessidades. Mas essa solução deve ser adotada estrategicamente, pois requer uma área dedicada no varejo para realização de análises, predição, relacionamento e criatividade, a fim de atrair novos shoppers, fidelizar os atuais, gerar engajamento e aumento das vendas.  

Inovações tecnológicas

Inteligência Artificial como reconhecimento de voz e realidade aumentada para criar novas experiências no PDV, chatbots e carrinhos inteligentes para compras que contam com câmera embutida que lê os produtos e contabiliza o valor total da compra são algumas das tecnologias que devem despontar no varejo nos próximos meses.

Soluções 360º que geram muito mais resultado para o varejo.








      Whatsapp Whatsapp